Paradas do ônibus que tuitam, contam histórias e informam quanto tempo falta para o próximo ônibus?

Sim, isso existe. mais precisamente na Noruega. São mais de 4000 paradas do ônibus que tuitam, gravam histórias e indicam o tempo que falta para o próximo ônibus via QR-Codes (saiba mais sobre QR Code aqui).

Uma empresa de transportes norueguesa, Kolumbus, utiliza QRcodes para permitir que os passageiros deixem histórias um para o outro. Quando um passageiro passa por qualquer uma das mais de 4.000 paradas de ônibus eles encontram um QR code, que quando digitalizada e conectada a um aplicativo do iPhone ou do Android, associa-os a informação sobre os horários, e permite deixar uma mensagem no ponto de ônibus.

Cada parada contém um código único, assim com a informação sobre os horários e os contos são específicos do site. Através do aplicativo, os passageiros podem deixar mensagens sobre experiências que tiveram na área,  anedotas sobre os lugares que vão ou deixar uma mensagem para um amigo ou familiar.

Além disso, cada vez que um ponto de ônibus é digitalizado, é possível ‘tuitar’ ao mundo que uma nova história foi deixada lá. Em essência, é uma mistura do Facebook e Foursquare de paradas de ônibus, onde os usuários deixam mensagens, estórias e memórias e, ao mesmo tempo ficam sabendo quanto tempo falta para o próximo ônibus.

AS QR Codes são geo-localizadas através de um mapa on-line , onde os participantes podem acompanhar seu objeto, mesmo que ele tenham passado.  O QRCode também pode atualizar os proprietários anteriores sobre o seu progresso através de um feed do Twitter ao vivo (que é único para cada objeto inserido no sistema).

A Kolumbus é uma empresa de transporte público do condado Rogaland, na Noruega, servindo o público com ônibus e vias de alta velocidade em barco nas áreas de Stavanger, Haugesund, e os os fiordes de Dalane e Jæren.

Em tempo: A Metropolitan Transportation Authority de Nova York anunciou que dados em tempo real a partir de transmissores de GPS em ônibus estão disponível ao público de Nova York.

As informações podem ser obtidas de várias maneiras: em um mapa do google, por SMS e por QR code em cada parada. Veja sobre a experiência de NY aqui, aqui e aqui. mas vou vazer mais adiante uma postagem específica sobre o uso dessa tecnologia nos Estados Unidos.

Anúncios

Goodluck Jonathan: O presidente Facebook

Nos últimos meses várias matérias de jornais trataram com destaque da iniciativa do Presidente da Nigéria – Goodluck Jonathan, que após reunião com universitários de seu país, se comprometeu a abrir uma página no facebook, em busca de maior interação com a juventude.

A CNN por exemplo, em matéria de George Webster, do dia 01 de outubro passado, faz um relato sobre o boom da iniciativa presidencial, e seu reflexo na política nigeriana.

Na matéria, o registro de que o Presidente da Nigéria faz atualizações diárias perfil no Facebook e abre novo espaço de interação com os jovens.

Com mais de 246 mil fãs , ele tem mais fãs que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, a Chanceler alemã Angela Merkel, e chefe de Estado Sul-africano, Jacob Zuma. Goodluck Jonathan, presidente da Nigéria, criou seu perfil em junho deste ano, e raramente passa um dia sem uma  nova atualização sobre os acontecimentos e notícias recentes,  a política do governo e, naturalmente, a próximas eleições na Nigéria. Ele também aproveitou o impulso do público e roubou  um março em seus rivais, escolhendo o site de rede social  bastante popular para anunciar sua candidatura para as próximas eleições presidenciais em 2011. Entretanto, as postagens do presidente nigeriano no Facebook parecem ir além da agenda eleitoral. Em um exemplo bastante típico, ele se dirige a um usuário do Facebook, que fez uma sugestão para atender à demanda crescente de energia da Nigéria.  De uma forma direta e pessoal, sua interação sobre as questões de governo e administrativas tem atraído o público jovem do país. Cada novo post de Jonathan atrai milhares de comentários e alguns têm recebido até 6.000 respostas.

Blogueiros locais registram como positiva a  iniciativa do presidente, apontando que ele estava  buscando aconselhamento, pronto para ouvir e responder positivamente às sugestões.

eu senti que pela primeira vez tivemos um líder que estava buscando aconselhamento, pronto para ouvir e responder positivamente às sugestões

Parabenizo a iniciativa do primeiro presidente da Nigéria em uma rede social popular, e vamos monitorar sua iniciativa.

Veja aqui sua página no facebook.

Os números de 2010

Os duendes das estatísticas do WordPress.com analisaram o desempenho deste blog em 2010 e apresentam-lhe aqui um resumo de alto nível da saúde do seu blog:

Healthy blog!

O Blog-Health-o-Meter™ indica: Mais fresco do que nunca.

Números apetitosos

Imagem de destaque

Um Boeing 747-400 transporta 416 passageiros. Este blog foi visitado cerca de 2,600 vezes em 2010. Ou seja, cerca de 6 747s cheios.

 

Em 2010, foram 36 novas postagens, nada mal para o primeiro ano! Fez upload de 44 imagens, ocupando um total de 39mb. Isso equivale a cerca de 4 imagens por mês.

O dia mais ativo do ano foi 27 de janeiro com 83 views. A postagem mais popular neste dia foi Lugar e Território.

De onde vieram?

Os sites que mais tráfego lhe enviaram em 2010 foram twitter.com, vai.la, orkut.com.br, google.com.br e pt-br.wordpress.com

Alguns visitantes vieram dos motores de busca, sobretudo por tri teoria de resposta ao item, teoria de resposta ao item (tri), teoria de resposta ao item tri, teoria de resposta ao item e teoria de resposta ao item (tri).

Atrações em 2010

Estes são os artigos e páginas mais visitados em 2010.

1

Lugar e Território janeiro, 2010

2

Tentando decifrar a TRI (Teoria de Resposta ao Item) janeiro, 2010
2 comentários e 1 “Like” no WordPress.com,

3

Lugar e Território em Saúde Pública janeiro, 2010
1 comentário

4

Depois dos BRIC’s, surgem os PIGS! fevereiro, 2010
1 comentário

5

Possibilidades de pesquisa do Censo Escolar fevereiro, 2010

Redes sociais e Eleições

Tenho acompanhado com interesse a utilização das redes sociais nessas eleições. Desde a vitória de Barack Obama nas eleições presidenciais americanas, as redes sociais foram alçadas a um patamar de destaque nas eleições, em qualquer país do chamado mundo ocidental capitalista.

Políticos de todos os matizes ideológicos, sejam do governo ou da oposição, de países desenvolvidos e até em países onde a ditadura é forte e a censura impera, como na Coreia do Norte, os  líderes políticos se vêem obrigados a abrir um blog, ter um twitter e uma conta do facebook, do orkut e do flickr.

Por estar acompanhando com atenção a evolução da utilização das redes sociais, tenho sido convidado para falar do assunto, e com alguma frequencia tenho participado do planejamento de ações  específicas nesta área com equipes multidisciplinares que atuam com o tema.

Observei que a experiência com  as redes sociais,  e a experiência passada em eleições (são três campanhas municipais e 3 campanhas estaduais – proporcionais e majoritárias), assim como a atuação em ações  específicas na chamada internet 2.0,  se revelou  um um conjunto de conhecimentos e habilidades que está sendo utilizado e tem valor muito grande nesta (e nas próximas) eleições.

Oficinas de Redes Sociais

Apresentando material sobre redes sociais para ex-Presidente do Equador, Lúcio Gutierrez.

Estou falando tudo isso para dizer que fiquei muito feliz em coordenar uma oficina de trabalho sobre redes sociais e eleições com  o Ex-Presidente do Equador, Lúcio Gutierrez, neste final de semana.

 

Tecnologia e a questão urbana – dois exemplos

Nesta última viagem que fiz a foz do Rio da Prata (Montevideo, Punta del Este e Buenos Aires), talvez pela aproximação com o tema, meu radar alcançou alguns bons exemplos de uso da tecnologia na questão urbana.

O primeiro exemplo foi a possibilidade chamar os taxis através de SMS de telefones celulares em Montevideo.

Além da objetividade e rapidez, a ação  garante acessibilidade as pessoas com deficiência auditiva.

Outro exemplo foi inclusão das praças de Buenos Aires no Facebook. Com essas páginas, se observa a aproximação da comunidade local com tais praças, e novamente a agilidade na obtenção de informações sobre a necessidade de reparos, da agenda cultural e esportiva de tais espaços, proporciona aproximação.

Plaza Intendente Alvear (em frente ao Cemitério da Recoleta em Buenos Aires) no Facebook!

Esses dois pequenos e simples exemplos dão contorno para a revolução que o uso das tecnologias está proporcionando na vida cotidiana das pessoas.

Mil visualizações no Flickr!

Gostaria de compartilhar uma marca legal: minha galeria virtual de fotos no Flickr chegou a mil visualizações.

Criada em 26 de junho de 2009, após a realização de um curso de fotografia com meu amigo Fabio Bravin, ela já tem registros de dez cidades por onde estive desde então, além de registros de pontes, barcos, bandeiras e árvores, temas que tem me chamado a atenção durante as viagens.

Neste pouco mais de um ano, as três fotos que mais tiveram visuações foram:

Em terceiro lugar, um registro da maior cheia do Rio Amazonas, em junho de 2009.

Nesta foto, o detalhe do poste quase completamente submerso, assim como a palmeira no "meio" do rio, chama a atenção!

Em segundo lugar, uma fotografia da Isla Pelikano, no arquipélago da comunidade indígena Kuna, no Panamá.

Esta foto, tirada em dezembro de 2009, mostra a beleza natural ainda intocada deste paraíso do caribe Panamenho, cujo território é gerido por uma das comunidades idnígenas mais organizadas do continente Americano - os Kunas!

E em primeiro lugar, uma imagem noturna do Congresso Nacional.

Nesta foto, que não é preto e branco, destaco o reflexo obtido com o espelho d´agua.

Mas tem muitas outras coisas, como uma foto minha do Lago Atitlan, da Guatemala, que recebeu três indicações para Ordem do Quetzal, do grupo que registra as belezas da Guatemala.

Assim, compartilho com os colegas essa marca, e convido todos a visitar minha galeria no Flickr clicando aqui.

Segurança X Liberdade: O Governo Lula indica o caminho!

No debate saudável sobre a relação existente entre segurança de rede e a liberdade do acesso a informação, que aparentemente coloca em lados opostos as equipes de segurança de redes e o resto do mundo, é possível encontrar algumas luzes no seio do próprio Governo Federal.

Vários Ministérios disponibilizam, por exemplo, o youtube como ferramenta de divulgação de suas ações, como o Ministério do Planejamento, o Ministério da Fazenda e o Ministério das Relações Exteriores.

Veja abaixo:

Ministério das Relações Exteriores

Ministério da Fazenda

Ministério do Planejamento

Estariam estes órgãos fragilizando a segurança de suas redes, por conta dessa ousadia?

Por outro lado, o Próprio Palácio do Planalto, entendendo a importância das novas mídias na busca de interação com o cidadão, criou o Blog do Planalto (aqui na versão livre, com direito a comentários).

Já o Ministério da Cultura mantém um Blog e um espaço destinado a cultura digital.

O Ministério da Defesa vai além, e disponibiliza o acesso a Rádio Verde Oliva e a Rádio Força Aérea em seu sítio.

O twitter é utilizado inclusive pelo próprio Inep como ferramenta de divulgação, e é largamente utilizado na Esplanada.

Então o Governo Federal já dá uma boa idéia de como é importante o uso dessas ferramentas. Limitar o uso e acesso a tais ferramentas representa uma limitação ao exercício da plena capacidade de uma equipe técnica. Ainda mais em espaços de pesquisa, que requerem o acesso a informações atualizadas.

O surrado argumento de que os blogs podem disponibilizar downloads (filmes, músicas, etc) que trazem junto vírus ou códigos maliciosos com capacidade de infectar a rede não se sustenta, já que essas atividades (download de músicas e filmes piratas) são atividades ilegais, que  o Governo Federal repudia e que não podem ser realizadas por qualquer servidor público sem incorrer no risco de uma sindicancia e/ou PAD (processo Administrativo Disciplinar).

Então, é preciso utilizar o instrumento correto  para atingir o fim adequado , para que não se jogue a criança junto com a água do banho.

Bloquear o acesso a blogs,  youtube, twitter, entre outros, não é  a resposta correta para o problema.

Vamos discutir um pouco mais sobre o assunto?

Leia mais: http://microferas.blogspot.com/2009/09/o-bloqueio-de-blogs-no-brasil.html#ixzz0g7r5fXVN

Bom Sítio Com Informações sobre Energia

Quando o assunto é estatísica atualizada sobre a questão energética em nível mundial, recomendo o sítio da Energy Information Administration (www.eia.doe.gov).

A EIA é uma agência do Governo Americano que fornece dados , previsões e análises sobre a questão energética, o mercado e estimula a compreensão do público em matéria de energia e sua interação com a economia eo meio ambiente.

Ela está vinculada ao Departamento de Energia dos E.UA. A EIA coleta, analisa e divulga informações de energia e, por lei, os seus dados, análises e previsões são independentes da aprovação por qualquer outro funcionário ou empregado do governo dos Estados Unidos.

O Departamento de Energia de lei de 1977 estabeleceu EIA como a principal autoridade do Governo federal sobre energia e análises estatísticas, com base nos sistemas e organizações estabelecido pela primeira vez em 1974 na sequência da perturbação do mercado do petróleo de 1973.

A AIE conduz um programa de coleta de dados abrangente que cobre todo o espectro de fontes de energia, uso final e fluxos de energia, gerando análises de curto e longo prazo, e as projeções de energia domésticas e internacionais. A  EIA divulga seus produtos de dados, análises, relatórios e serviços aos clientes e partes interessadas principalmente através do seu site e um centro de atendimento ao cliente.